IGREJA MESSIÂNICA MUNDIAL


                            


            IGREJA MESSIÂNICA MUNDIAL
                                                                              INTRODUÇÃO
A IMM tem como atrações a prática de um ritual chamado "Johrei", cursos de Artes, onde se estuda filosofia, moral, doutrinas messiânicas, inglês, arte do chá, vivificação pela flor, caligrafia, pintura, estética, educação física, curso de corte e costura oriental, trabalhos manuais, curso de economia doméstica, incluindo arte culinária ocidental, chinesa e japonesa.
A IMM se apresenta como a "Religião para a Salvação do Mundo", uma Ultra-Religião, a denominação adequada de acordo com o título: "Empresa Construtora de Um Novo Mundo". Por fim, se apresenta como uma igreja realmente liberal.
O vocábulo "Messias", pela Bíblia, significa "Ungido". A Bíblia diz que por ocasião da Segunda Vinda do verdadeiro Messias (Mt 24.2-25), surgirão falsos "messias" "cristos". A IMM é um retrato fiel dos falsos cristos; pois, seu fundador é um falso messias. A IMM não tem relacionamento com o Cristianismo, embora usa o nome messiânico.
                                                                             HISTÓRICO
A Igreja Messiânica Mundial foi fundada por um japonês chamado Mokiti Okada (conhecido como Meishu-Sama, Senhor da luz) em 1935. É reconhecida oficialmente pelo governo Japonês em agosto de 1947. Está sediada na cidade de Atami - Japão. Mokiti Okada nasceu em Assakussi -Tóquio, Japão no dia 23/12/1882 e morreu em 1955. No princípio era ateu, recusava-se visitar templos. Depois de muito sofrimento, filiou-se à religião Omoto, desiigando-se dela em 1934. No fim de dezembro de 1936, Okada disse que recebeu revelação de Deus, que foram registradasdurante três meses em mais de quatrocentas folhas de papel de carta Meishu-Sama disse; "Eu sou homem que salva o próximo. Eu crio o homem que salva o homem, manifestando agora milagres como os de Cristo". Sua esposa Yoshi Okada o sucedeu e exerceu a direção da IMM entre 30/03/1955 a 24/01/1962 e a terceira filha do casal, conhecida e adorada por seus adeptos como Kyoshu-Sama(mestre que ensina a luz) é a atual líder.
Em nosso país a IMM iniciou seus passos em junho de l955 e em 1965 foi fundada a "Igreja Messiânica Mundial no Brasil", com sede em São, Paulo. Existem mais de 100 casas de Difusão em todos os estados e em 1974 foi instalada a academia Sanguetsu de Vivificação pela Flor, com cursos de Ikebana, um curso difundido em quase todo o Brasil.
Segundo as estatísticas, a IMM conta hoje no Japão com mais de 1 milhão de adeptos. No Brasil, calcula-se mais de 100 mil adeptos (dados de 1987), sendo apenas 15% desse total de origem nipônica.
                                                CULTOS E ATIVIDADES DA IMM
Os cultos oficializados são os seguintes: Culto de Ano Novo e co­memorativo da Fundação da Igreja (1° de janeiro); Culto do Mestre e Fundador (10 de fevereiro); Culto, do início da Primavera, do outono, do Paraíso Terrestre (15 a 18 de junho); Culto às Almas dos Antepassados (1º de julho); Culto Pela Paz Mundial (1° de agosto); Culto de Agradecimento pela Nova Colheita (1° de dezembro); Culto do Natal de Meishu-Sama (23 de dezembro); Cultos mensais de Gratidão.
Atividades da IMM: a príncipal é o Johrei, ministrado pelos fiéis,, nas casas de difusão, no lar e na sociedade; a atividade missionária é realizada através das igrejas e casa de difusão, transmitindo os ensina­mentos da "Salvação", através das visitas feitas por Kyoshu-Sama, atual líder, e por outros dirigentes da IMM, Em 23/11/1959 eles criaram o Departamento dos Jovens, que procura desenvolver a personalidade e a fé dos jovens. No campo cultural, o corpo executivo da IMM visa apresentar concertos populares, festividades, para criar uma nova atmosfera cultural mais ao gosto do povo. Para divulgação de suas ideias, utilizam as obras dos líderes: "Alicerce do Paraíso" é uma coleção de cinco volumes de ensinamentos de Meishu-Sama: "Ensinamentos de Nidú-Sama", é uma obra em cinco volumes. A difusão da doutrina é feita através da revista mensal (Paraíso Terrestre) e do jornal (Glória) e inúmeros folhetos.
Existe ainda um centro de pesquisas ambientais, que procura lutar contra a poluição e orientar as pessoas sobre o ambiente e os animais. E conforme mencionamos na introdução da lição, eles oferecem diversos cursos, atraindo assim as pessoas para sua igreja.
Em 1972 a IMM divulgou a seguinte mensagem: "Os membros de outras igrejas não precisam renunciar as suas religiões para unir- se à nossa igreja, porque ela é mais do que uma religião; ela oferece um completo caminho de vida nos três níveis da vida de um homem espiri­tual, mental e físico. O propósito da nossa igreja é auxiliar o crescimento de energia espiritual do mundo, assim participando da causa de Deus". Paulo admoesta o cristão: "Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema" (Gl 1.8).
A IMM considera como sagrado: o local do nascimento do fundador, o local que a fundação recebeu a revelação, a residencia do fundador;e a casa de contemplação do Monte Fuji. "Os verdadeiros adoradores são aqueles que adoram a Deus em espírito e em verdade". Sua adoração não se restringe a locais denominados "sagrados", pois, sendo Deus onipresente, está em todo lugar muito mais importante é o modo como o adoramos (Jo 4.20-24; At 17.22-31).
                                    DOUTRINAS DA IMM REFUTADAS A LUZ DA BÍBLIA

1.    Deus ÍMM apresenta a doutrina de Deus numa concepção mista de panteísmo e politeísmo. Há um só Deus (Ef 4.6; Is 44.6-8), o criador de todas as coisas (Gn 1.1), distinto do homem (SI 8.3,4) separado do mundo (Is 44.22; SI 102.25).
Os adeptos da IMM são instruídos a orar fazendo seu pedido a Deus e ao fundador Meishu-Sama e seus seguidores exaltam mais a ele do que a Deus e não agradecem uma só bênção sem acompanhar o nome de Deus e o nome Meishu -Sama. Sempre que falam em Deus, associam ao seu nome o de Meishu-Sama. Na verdade, este é o verdadeiro "deus" dos messiânicos. Usam o nome de Deus apenas para obter a simpatia dos ocidentais. Devemos orar unicamente a Deus (SI 65.2; Is 45.22), em o nome de Jesus (Jo 14.13,14; 16.24-28). Os messiânicos servem a dois senhores, contrariando o que Jesus ensinou (Mt 6.24). Outras palavras de Cristo esclarecem-nos sobre o culto dos messiânicos: "este povo honra-me com os seus lábios; mas o seu coração está longe de mim. E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens" (Mt 15.8,9)
2.    Jesus Cristo e o Espírito Santo A IMM desconhece a existência de Jesus como único salvador (At 4.12; Jo 4.42). A pessoa de Jesus é mencionada nos seus escritos, somente para comparar os "milagres" de Meishu-Sama com os de Cristo. Jesus é incomparável (Is 9.6-7; 40.18, 25 e 26). O Espírito Santo é totalmente desconhecido por eles. Jesus ensinou que iria para o Pai e mandaria o Consolador, para convencer o mundo do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16.7,8; Ef 1.13.14; 4.30).
3. Remissão de pecados Quando alguém contribui financeiramente para a IMM, está eliminando as suas máculas; "A partir do instante em que doamos dinheiro... muitas   das nossas máculas serão eliminadas"(ensinamentos de Nidai-Sama, Vol.1, p.68). “O dinheiro dado à causa de Deus é como tesouro guardado... uma vez que é empregado com juros e devolvido na época adequada pelo caminho certo.” (Tornemo-nos dignos do amor, Vol. 2, p.69). A redenção do homem foi concebida por Cristo no Calvário, e somos purificados unicamente pelo seu sangue (l Pe 1.18,19; l Jo 1.7 e Ap 1.5). Crente deve ser dizimista, por obediência e confiança na palavra de Deus (Ml 3.10} e ofertante "de acordo com as posses" ou "dar o que puder" (At 11.27-30; l Co 16.1,2 e 2 Co 8.3). Não como compensação ou para receber uma bênção, mas por gratidão e fé.
4.  Milagres A IMM afirma que os milagres por eles operados, provam que é a religião verdadeira:"Tornando-se messiânica, ela compreenderá também que uma das grandes características de nossa religião é a ocorrência de muitos milagres. Certamente a história das religiões não registra nenhuma outra em que eles sejam tão numerosos” (Alicerce do Paraíso, Vol. 4, p. 19)."Eis porque, na nossa igreja, surgem incontáveis milagres: são curadas doenças consideradas incuráveis pela medicina; são evitadas coisas que deveriam acontecer às pessoas como: perigos de desastres, de incêndios, etc." (Alicerce do Paraíso, vol. 4, p. 55).
             A Bíblia nos faz duas advertências quanto a este assunto: 1°) Nem sempre os milagres provariam verdade de uma religião (Dt 13.1-3); 2°) Jesus preveniu contra os falsos cristos e falsos profetas que fariam sinais e prodígios, tentando enganar até os escolhidos (Mt24.24).0 milagre é uma realidade bíblica. Enquanto o evangelho era anunciado surgiram circunstâncias em que ele era necessário, e assim era ministrado, não por vontade própria, mas segundo a vontade de Deus. Devemos crer nos milagres, sem aceitar todos os acontecimentos como divinos, pois existem milagres cuja origem é maligna: os magos do Egípcio, Simão o mágico, o iníquo, a besta, os espíritos de demônios, são exemplos desta realidade.
5.  Máculas A IMM declara: "as máculas ou nuvens espirituais podem ser herdadas dos antepassados, trazidos de encarnações anteriores, originada por pensamentos, palavras e atos de maldade (Máculas da atual encarnação), geradas pela ingestão de produtos nocivos... Quanto mais aumentam as máculas, mais baixo se torna o nível espiritual..." (Apostila para Aula de Iniciação, p. 6).
Nada do que é dito por eles confere com a Bíbfia. Primeira­mente, "a alma que pecar essa morrerá" (Ez 18.20). O filho não leva o pecado do pai, nem vice-versa (Ez 18.20). Em segundo lugar, a Bíblia não dá base à Doutrina da Reencarnação, que é claramente espírita e pagã.

O meio encontrado por Deus para solução da problemática huma­na, tanto o pecado quanto a morte, é Jesus Cristo (Jo 3.16; Rm 6.23). Da parte do homem é necessário o arrependimento e aceitação de Je­sus (Lc 13.3 e Jo 1.12).
6. Johrei É uma palavra de origem japonesa. Pronuncia-se djorei e é formada de duas palavras: Joh, "purificar"; e rei, "espírito" ou "corpo espiritual". A prática do Johrei, em si, é baseada numa sessão de imposição de mãos na frente e nas costas da pessoa. A IMM considera esta prática como a mais importante: "A IMM é uma religião com poderes suficientes para eliminar os sofrimentos da humanidade. Sua atuação é uma "obra de salvação" ultra-religiosa. O Johrei é um dos pontos mais importantes da doutrina messiânica, podendo se dizer que ele é a essência da mesma, o que melhor a caracteriza, não havendo nada que se lhe compare" (Alicerce do Paraíso, vol. 5, p. 69). Eles afirmam que o Johrei foi revelado por Deus. Para que a prática do Johrei tenha eficácia é preciso o uso de um amuleto (Ohikari) pendurado no pescoço em forma de medalha dourada que canaliza a Luz Divina através de Meishu-Sama, livrando o indivíduo de perigos.
Portar amuletos ou medalhas sagradas crendo que possam emanar ou canalizar poderes é superstição, idolatria e misticismo.
    As pessoas da cidade de Éfeso que ouviram a mensagem de Paulo e, arrependidos, abriram o coração para Cristo, tomaram outra atitude: "Também muitos dos que seguiam artes mágicas trouxeram os seus livros e os queimaram..." (At 19.19).
A Bíblia ensina que nossa purificação acontece mediante o sangue de Cristo que "nos purifica de todo o pecado". Para uma vida santificada é necessária a submissão a Deus (Rm 6.6-9 e 19.23).



                                                                     CONCLUSÃO
          Reflita sobre os seguintes pontos:
1.        As proposições feitas pela íMM são atrativas, bonitas e filosóficas, mas vazias de conteúdo bíblico, e além do mais suas práticas doutrinárias são heréticas.
2.   Os ensinos de Jesus necessários à nossa orientação se encontram na sua palavra. Não precisamos de outras revelações.
3.        As fortes ilusões criadas pela IMM, não têm nenhum fundo de verdade e seu "messias" é falso. Mas Igreja de Cristo tem como fundamento o próprio Jesus, o verdadeiro Messias (l Co 3.11).
4.   Declare diante de todos, assim Como Pedro fez: "Tu és o Cristo [o Messias], o Filho do Deus vivo?"(Mt 16.16).



0 Response to "IGREJA MESSIÂNICA MUNDIAL"

Postar um comentário

Jesus esta voltando Blogger criar site | procurando fazer o bem JRicardo