ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA


ADVENTISTA DE 7º DIA (SABATISMO)
INTRODUÇÃO
O Sabatismo não é como muita gente pensa "uma denominação igual às outras com a única diferença de guardar o sábado". É uma seita perigosa que mistura muitas verdades bíblicas com erros tremendos no que se refere às doutrinas cristãs ou interpretações de profecias.

HISTÓRICO

Guilherme  Miller, fazendeiro, baptista, tendo arranjado  uma licença para pregar (embora tivesse muito boa vontade, era ignorante e de pouca instrução} .tomou Daniel 8.13,14 e ensinou daí que as 2300 tardes e manhãs são 2.300 anos, Somou 2.300 ao ano 457 a. C., data em que Esdras chegou a Jerusalém vindo da Babilónia, e encontrou o ano 1843. a.D. Passou a pregar que Cristo voltaria à terra nesse ano e esse ensino passou a ser a base da sua  pregação.  Daí o título “adventista". Como tal não aconteceu, Mílíer alegando um erro de cálculo por ter 'usado o caíendário hebraico em vez do romano, marcou nova data para 22/10/1844.
Tendo sido decepcionado outra vez Miller teve que fugir de uma multidão
 enfurecida frustrada pela vã espera.O fazendeiro, depois disso, cessou suas atividades, desistiu da nova religião e segundo alguns comentadores voltou à comunhão de sua igreja Miller, foi o precursor do movimento sabatista, porém
..ele nunca ensinou acerca da guarda do sábado como ensinam os sabatistas, embora tenha ensinado que os homens ainda são sujeitos à lei. Vd. lucas.6.16; Atos 1.7; Mateus 24.36 etc. e ainda: Galatas 4.4,5,30,31

Dentre os adeptos de Miller, surgiu a Sra Helíen G. White, que se tornou a profetisa e papisa dos sabatistas. Em meio àquele ambiente de confusão que reinava em torno de Miller e do ensino do advento, aparece "oportunamente" a Sra. White e com
situação com a teoria do "Santuário".Passou a ensinar que o santuário de Daniel 8.13,14 esta no céu e não na Terra. Cristo veio em 22/10/1844,a esse santuário do para purificá-lo, oque ainda está fazendo; depois sim,virá à Terra
A Sra.White procurou Miller para lhe transmitir as “boas novas”.mas estando saindo do movimento, Miller não aceitou. A Sra. White, ainda quando Miller pregava a vinda de Cristo para o ano de 1843, teve uma visão que conta no seu livro "Spiritual Gifts" com as seguintes palavras: "Eis vi que Deus estava na proclamação do tempo em 1843."!!!
Tendo amenizado o problema com a doutrina do sanjuádo. marcou outras datas como sejam os anos; 1847, 1850, 52, 54, 55, 66, 67, 68, 77 etc., e nunca Cristo veio!
Os sabatistas consideram os livros da Sra. White "inspirados' por Deus e no mesmo nível da Bíblia, que citam apenas para comprovar o que ensinam, buscando versículos ou passagens isoladas. O livro "Ò Conflito dos Séculos” é considerado a obra-prima da Sra. White e recomendam-no largamente. Tal livro já foi editado em 31 línguas com cerca de 2.000.000 de exemplares vendidos. Entre outras obras da Sra. White as mais importantes são: Vida de Jesus, Patriarcas e Profetas, Vereda de Cristo, O Desejado de Todos os Nações etc.
Mantém um serviço hospitalar muito bom e os periódicos de maior circulação são: Vida e Saúde e Atalaia Para divulgação dos seus escritos, os sabatistas admitem grande número de colportores que de casa em casa vendem livros em excelente encadernação e com  o indicativo de procedência  levando  apenas  o  nome  CASA  PUBLICADORA  BRASILEIRA. Não se identificam com facilidade como "Adventistas do sétimo dia", tem" medo de espantar o freguês!
Os Adventistas do sétimo dia já usaram através dos tempos os seguintes títulos:
   Igreja Cristã Adventista (1855).
   Adventistas do Sétimo dia (1860).
   União da Vida e Advento (1864).
   Igreja de Deus Adventista(1866)
 Igrejas de Deus Jesus Cristo Adventistas (1921).
   Igreja Adventista.
   Igreja Adventista Reformada.
   Igreja Adventista da Promessa.
   Igreja Adventista do Sétimo Dia (atual).
Existem outros grupos como Igreja Adventista da Promessa, Igreja Adventista do Pacto, etc; porém o mais importante é Igreja Adventista do Sétimo Dia, conhecida como sabatista ou sabatismo
FALSAS DOUTRINAS
     A Teoria do Santuário      Essa teoria diz que Jesus veio em 22/10/1844 ao
santuário do céu para purificá-lo, o que ainda está fazendo; depois virá à Terra.
 O atual trabalho de Cristo é intercessão e não purificação. Hebreus 1.3; 9,24. Cristo entrou no santuário do céu 40 dias após a sua morte e ressurreição. O santuário celeste não pode estar "sujo" e o trabalho de purificação já terminou (Hebreus 1.3). No AT, vemos, que os sacerdotes não se sentavam quando ministravam. A prova u'e que Cristo já terminou o seu trabalho quanto à salvação, sacrifício etc., é que Ele está sentado (Hebreus 8.1). Seu trabalho agora é apenas de interceder pelos santos (Hebreus 7.25). Vd. ainda Hebreus 1.3.
     Lei Moral e Cerimonia.  Para sua conveniência os sabatistas dividem a Lei em Moral e
Cerimonial. Chamam ao decálogo Lei Moral e ao restante Lei Cerimonial. Ensinam
que a Lei Cerimoniai foi ábÕíída por Cristo mas a Moral permanece. Essa distinção
não é encontrada na Bíblia. Em várias passagens bíblicas chama-se de "lei" tanto ao
quTestá no decálogo como ao que se encontra no resto:
Romanos 7.7 passagem do decálogo.
Lucas 24.44 O Pentateuco é chamado "lei de Moisés".
Mateus 12.5 passagem de Números.
Mateus 22.36 Jesus não perguntou: "De qual Lei? "
João 10.34 Aqui, Jesus cita uma passagem do Salmo 82.6 e chama "Lei".
A porte mais importante da Lei não é o decálogo ao qual chamam "Lei Moral":
"E um deles, intérprete da Lei, experimentando-o, lhe perguntou: Mestre, qual é o grande mandamento na Lei? Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor teu Deus de todo teu coração, de todo a tua alma, e de todo e teu entendimento, Este é o grande e primeiro mandamento. O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo."{Mateus, 22.35-39)
Nenhum dos dois mandamentos se acha no decálogo.

O primeiro: Deuteronômio 6.5; O segundo: Levíticos 19,18. Jesus afirma que toda a Lei depende destes dois mandamentos!(Mateus 22.40)
Afirmam que a "Lei Cerimonial" foi abolida, porém a mesma está repleta de preceitos morais que nos governam. Dizem que tudo o que não for decálogo é sei cerimonial. Quando dizemos a eles que o decálogo foi abolido, repentinamente perguntam: "Então agora podemos matar, roubar, cobiçar?". Mas dizem que a Lei Cerimonial foi abolida e no entanto enquanto aqui vivermos teremos de observar coisas como:
  "Sereis santos." (Levíticos 19.2)
  "Não torcerás o juízo." (Deuteronômio 16.19)
  "Perfeito serás." (Deuteronômio 18.13)
   “Não seguiras a multidão para fazer o ma”l (Êxodo 23.2)
"Não te vingarás nem guardarás ira." (Levíticos 19.18)
      A aniquilação de Satanás Apocalipse 20.10. '
      O sono apôs a morte Ensinam que após a morte, o espírito que não é uma
personalidade, mas apenas um "fôlego de viria'1 desaparece juntamente com o
corpo. Vd. Lucas.16.19-31; II Cortntios 5.1-8; Atos 7.59,60 etc.
      O aniquilamento dos ímpios Os sabatistas ensinam que, quando os homens
ressuscitarem, tanto justos como
ímpios, os justos receberão a vida eterna por
Jesus (justos são aqueles que guardaram o sábado e os outros nove mandamentos)
e os
ímpios serão julgados e lançados no inferno.

  Morte e separação são coisas distintas de aniquilamento.
  Morte física é separação do espírito do corpo.                          

    Morte espintual é a separação do espirito, de Deus.


    Morte eterna é a separação para sempre ou banimento do espírito no corpo
ressuscitado da presen
ça e influência de Deus.
V.d. Génesis 2.17; l Timóteo 5.6; Efésios 2.1; Lucas 15.32; etc.
    A punição dos ímpios é de duração eterna Mateus 25.41, 46; Isaías 33.14; Daniel 12.2; Marcos 9. 42-48; II Tessalonicenses 1.8,9; etc.
Os sabatistas perdem-se em interpolações desordenadas na interpretação das profecias. Não vale comentar dado à confusão que fazem os seus ensinos sobre os Livros de Daniel, Ezequiel, e Apocalipse,sendo este ultimo aqule que eles mais “torcem” ou desvirtuam.
Como o ponto mais forte do seu ensino é O Sábado, nos deteremos ainda sobre o ensino e refutações ao nosso alcance.
    A guarda do sábado. Os sabatistas insistem no fato de que a guarda do sábado deve ser observada por todos os homens da terra. Vemos em Deuteronômio 5.15 que Deus ordenou a guarda do sábado em memória ou lembrança da libertação do povo de Israel do Egito. Isto mostra que a instituição do sábado é exclusivamente israelita. Ora, se em memória de algum fato, não poderiam ter guardado antes de tal fato ter acontecido! Esta passagem, çois, não prova que o sábado fosse observado antes de ser dado a Israel no Egito (Êxodo 20.1).
20 (VINTE)    RAZÕES PELAS QUAIS NÃO GUARDAMOS O SÁBADO
1   O sábado faz parte de um concerto ou pacto entre Deus e o povo israelita.  
(Êxodo 20.1; 19.1 a 24.8; Romanos 2.14)
    2.   Antes do concerto do Sinai Deus não ordenou a ninguém que guardasse o sábado,   ' (Génesis 3.16)
3.                O sábado era um pacto perpétuo para todas as gerações dos judeus. O pacto era    
bilateral, só teria validade com o cumprimento de ambas as partes. (Êxodo
20,1,2)
4.       O sábado consta do Decálogo e esta não é a parte mais importante da lei de
Deus (Mateus 22.36-40; Marcosl2.28-31)
  5   A palavra "lei" em nenhuma das 400 vezes que ocorre na Bíblia se refere  
somente ao decálogo. (Gaiatas 5.3,4; 3.10}
6.   Os Dez Mandamentos são apenas um resumo da Lei. (l Coríntios 14.34; mateus 22.40)       .
   7.   O sábado não é uma instituição perpétua. (Êxodo31.16,17; 12.14; Levítico 23.21)
   8.   Deus aborrece o sábado (Isaías 1,13,14), porque envolve um preceito cerimonial -
carente da verdadeira fé. (Marcos 9.2,13; Gaiatas 2.19)
9.       No calendário atual, em concordância com o caíendário bíblico antigo, o sábado -
não é um dia fixo. (Génesis 2.2)
10.    Jesus foi a última pessoa que teve a obrigação de guardá-lo. (Galatas 4.4; Mateus 5.17; Romanos 15.8; Galatas 2.14-17; Coríntios 3.14)
11.    O sábado faz parte da iei e esta foi abolida totalmente por Cristo. (Colossenses'
2.14; 16,17; II Coríntios 3,3-14; Hebreus 7.18, etc.)
12.  Estamos em um novo concerto. (Hebreus 8.6-13; 10.7,9; Génesis 12.3; Galatas
3.17; Romanos 8.1, 2; l Coríntios 14.33)
, 13. No novo concerto sob o qual estamos não existe mandamento para guardar o
sábado.
     14. Jesus Cristo, nosso salvador nunca mandou ninguém guardar o sábado.
    15. O apóstolo Paulo era apóstolo dos gentios e embora tenha dito que tudo de                                                           proveitoso ele ensinou e que anunciou todo o conselho de Deus, nada ensinou acerca               da guarda do sábado (Atos 20.20.27).
16.   Os grandes acontecimentos do cristianismo se deram no domingo. (Marcos
     16.9.11;  Lucas  24.1,5,6; Jo
ão  20.19,26;     Mateus 28.1,8-10;  Lucas 24.13-15;
Marcos 16.9-13; João 20.1,11-18; João 20.19; João 20.22; Marcos 16.14-16; João 20.21, etc.)
17.         A Igreja Primitiva guardava o domingo. (Não foi instituído pelo, papa, nem
por Constantino como dizem os sabatistas. Constantino apenas oficializou algo
que existiadesde os primórdios dó cristianismo.) (Colossenses 4.13,16; Apocalipse
3.14)
18.         Homens santos e abençoados por Deus guardavam o domingo. (Apocalipse 13.16;
19.20; 14.10,11) Vd.: Tertuliano, na África, 200 AD; Cipriano, Cartago 250
AD; Anat
ólio, em  Laodicéia, 270 AD;  Eusébio, 324 AD; etc.  (Constantino
ordenou aos cristãos guardarem o domingo em 321 aD.)
19.         Os crentes gentios que começaram a guardar o sábado e outros dias, no conceito
do apóstolo Paulo poderiam desviar do "caminho". (Gaiatas 4.10,11; Romanos
14.5)
20.   Não estamos ligados a um    lugar ou a um tempo para adorar     a     Deus.
Jesus   deixou     isso     bem     claro.     (João 4.21-24)
Diante de tão grandes verdades, só nos resta orar pelos sabatistas e rogar a Deus que afaste de suas mentes os conceitos errados que têm das doutrinas ensinadas por Cristo, como também, rogar ao Senhor que os liberte do jugo da lei e os traga à maravilhosa liberdade em Cristo Jesus através do poder do Espírito Santo.

Jesus esta voltando Blogger criar site | procurando fazer o bem JRicardo