TESMUNHA DE JEOVÁ

     

        
           
   
     TESTEMUNHA DE JEOVÁ
                               INTRODUÇÃO
A seita, que tem esse nome é falsa e anti-crista. Falsa porque diz obedecer à Bíblia e na realidade, deturpa e mutila os seus ensinamentos. É anti-cristã, porque além de negar a divindade de Cristo, nega também as doutrinas básicas do cristianismo. '
As "Testemunhas de Jeová" são os mestres do malabarismo exegético. Usam a Bíblia para atrair os incautos, porém possuem a sua "Bíblia" particular, de tradução adaptada aos seus conceitos, onde torcem a Palavra de Deus. A "Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas", que felizmente não tem o nome de Bíblia, é arranjada para as doutrinas que pregam.
Afirmam ser a única igreja certa, e que todas as outras estão erradas e são obras de satanás. Não são evangélicos como muitos pensam e o único grupo religioso que tem alguma semelhança com eles são os Adventistas, de onde saiu Russel, o seu fundador.
Costumam andar de dois em dois e preferem as casas dos evangélicos, onde se apresentam comumente como "membros de uma sociedade de estudo da Bíblia", para iniciar o proselitismo; O seu programa de doutrinação começa com a introdução de livros nas mãos das pessoas, prossegue através da segunda visita, estudo de livros, assistência no Salão do Reino, assistência a reuniões de ofício, atividade na publicação(distribuição de livros e folhetos) e batismo.
Nos seus ensinos, misturam verdades com mentiras e levam o prosélito a uma grande confusão, tirando-o dela com uma "interpretação certa"
Reúnem-se em salões aos quais chamam "Salão do Reino" onde dão ênfase ao estudo da sua literatura. Enquanto nós os evangélicos temos a Bíblia como única regra de fé e prática só apreciando outros íivros quando estes estão em harmonia com ela, as "Testemunhas" se lançam aos seus livros usando a Bíblia apenas para ratificar as suas doutrinas, o que fazem apelando descarada e vergonhosamente.
HISTORIA
Charles Taze Russel, nascido em 1852 na Pensilvânia, E.U.A., foi criado na Igreja Presbiteriana, foi membro da Igreja Congregacional e ingressou na Igreja Adventista, abandonando-a logo depois. Em 1872, Russel conseguiu reunir um grupo de discípulos sem qualquer título e dizendo-se falsamente conhecedor das línguas originais da Bíblia e denominando-se "Pastor Russel", reunia seus discípulos para estudar a Bíblia regularmente.
Em 1874, o grupo recebeu o nome de Torre de Vigia de Sião e depois, Aurora do Milénio, Associação do Púlpito do Povo (1909), Associação Internacional dos Estudantes da Bíblia (1914), Sociedade de Folhetos da Torre de Vigia, Sociedade da Bíblia e Tratados da Torre de Vigia (título oficial) Testemunhas de Jeová (1931 título comum), Sociedade do Novo Mundo e Russelitas (assim chamados por serem seguidores de Russel).

Russel foi um homem de maus procedimentos. Casou-se em 1879, Várias vezes compareceu a tribunais, inclusive por ações movidas por sua esposa, quando a situação tornou-se intolerável. Ela não podendo mais suportar os maus tratos e o seu regime de prepotência, abandonou-o em 1897 e dele divorciou-se em 1913. Essa senhora foi levada a tal, não somente devido o regime de tirania em casa, mas também pelos casos imorais de Russel com sua empregada Rose Bali. Outra coisa repulsiva era a sua prática de induzir moribundos a doar bens à organização russelíta. Viu-se muitas vezes em apuros na justiça devido a escândalos financeiros.
Após a morte de Russel, Joseph Franklín Rutherford, nascido em 1896, advogado praticante, tomou a direção da seita e somente a deixou na sua morte em 1942. Sendo sucedido por Nanthan H, Knorr.
ALGUNS ENSINAMENTOS
.
As Testemunhas de Jeová negam quase todas as doutrinas básicas do Cristianismo: O Deus triúno; A Deidade de Cristo; A Ressurreição Corporal de Cristo; A Personalidade do Espírito Santo; A imortalidade da Alma; A Salvação pela Graça Mediante a Fé; A Punição Eterna dos Perdidos (pregam ao aniquilamento dos ímpios): A Volta Visível e Corporal de Cristo. Além das negações, afirmam que a Bíblia não pode ser compreendida sem a Sociedade; não é permitida a transfusão de sangue; recusam fazer o serviço militar, cantar o hino nacional e o juramento à bandeira; os feriados e celebrações, como o natal, páscoa e aniversários são rejeitados como sendo de origem pagã.
A "Bíblia" das Testemunhas de Jeová, "Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas", contém uma série de modificações em centenas de versos para se ajustarem às doutrinas da Torre de Vigia, e continua sendo modificada com o passar dos anos em cada nova edição. Por exemplo, onde ocorre a palavra "adorar" referente a Cristo, traduzem por "prestar homenagem", "reverência" (Mt 28.17 e Lc 24.52).
Muitos outros textos são traduzidos com o fim de eliminar a deidade de Jesus. A palavra "Cruz" na tradução Novo Mundo, foi substituída por "estaca de tortura" para apoiar o ensinamento de que Jesus foi pregado em uma estaca e não na Cruz. O Espírito Santo é escrito com a letra inicial minúscula "espírito santo" ou apresentado como "força ativa", reforçando a negação da deidade e personalidade do Espírito Santo. Mas a Torre de Vigia foi além, inserindo o nome Jeová 237 vezes no Novo Testamestamento, que não consta nos manuscritos gregos.








REFUTAÇÃO BÍBLICA
Examinemos algumas doutrinas ensinadas peias Testemunhas de Jeová com a finalidade de provarmos que aquilo que ensinam não está em harmonia com a Palavra de Deus:

* Trindade Para os Testemunhas de Jeová a Trindade é uma "monstruosidade de três cabeças", de origem satânica e dizem não encontrar o termo na Bíblia e por isso não podem crer nela. Os cristãos não crêem que haja três deuses em um. Cremos, que existem três pes­soas, todas da mesma substância, co-iguais, co-existentes e co-eternas. Deus claramente se manifesta numa existência triuna: Gn 1. 26; Mt 3.16,17; 2 Co 13.13; Ef 2.18; Hb 9.14;    1Pe 1.2; 1 Jo 3. 23, 24.

* Divindade de Cristo A doutrina central dos Testemunhas de Jeová é que existe um só Deus e que o seu nome é Jeová. De acordo com seus ensinamentos Jesus é apenas um ente espiritual criado por Deus; um deus poderoso, mas não o Deus Todo-Poderoso; dizem que ele era o Arcanjo Miguel, uma divindade inferior a Jeová. A Bíblia declara que Cristo "fez-se a si mesmo igual a Deus" (Jo 5.18) e que "nele habita, corporalmente, toda a Plenitude da Divinda­de" ( Cl 2. 9 ). Cristo mesmo disse ser ele o grande EU SOU (Êx 3.13 -16 compare com Jo 8.58). Uma das mais fortes referências bíblicas com relação à absoluta divindade de Cristo é João 1.1, onde há três declarações que confirmam a divindade de Jesus:
O Verbo já existia antes da criação.

"O Verbo estava com Deus... " "Deus" nesta passagem, é uma referência ao Pai, e o texto mostra que é uma pessoa distinta do Verbo.

"... e o Verbo era Deus".Vimos ser o Verbo uma pessoa distinta, e agora o texto o chama de Deus. A ideia do texto é  progressiva uma declaração esclarece a anterior até culminar com a declaração enfática: "... e o Verbo era Deus". Em Hebreus 1.8 Deus Pai fala de Deus Filho e o
chama de "Deus" e em l João 5.20, o Senhor Jesus Cristo é chamado de Deus Verdadeiro.
    A divindade de Cristo é um importante argumento contra as Teste­munhas de Jeová, pois, se a Trindade é real, e ela o é, e se Jesus e Jeová são "um" e o mesmo, toda a estrutura da seita cai por terra, for­mando um monte de fragmentos de doutrinas desconexas:
* A Ressurreição Corporal de Cristo - A Bíblia afirma que Jesus ressuscitou com o mesmo corpo que viveu e morreu. Lc 24.39, 42 e 43;At 1.3 e 4.
* A Personalidade do Espírito Santo - O Espírito Santo agindo como pessoa: Fala (At 8.29); Intercede (Rm 8.26,27); Se entristece (Ef 4.20); Dá ordens (At 16.6.7; 13.2); Tem vontade (1 Co 12.11); Ama (Rm 15.30); Convida (Ap 22.17); Pode ser resistido (At 7.51); etc.                     Veja ainda: At 5.3,4; Sl 139.7-12; At 10.19,20; Lc 3.21,22.
* A imortalidade da Alma - A alma é eterna e terá um destino final, dependendo da escolha que o indivíduo fizer em vida. O que se pode dizer de morte da alma é a separação eterna de Deus: Mt 10.28, Ap 21.8.

*  A Salvação pela Graça Mediante a Fé - A Bíblia afirma "Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus. Não vem de obras, para que ninguém se glorie."(Ef 2.8 e 9). Rm 3.24, Rm 5.1 e 2.
*  A Punição Eterna dos Perdidos (inferno) - A Bíblia afirma que "Quanto aos covardes , incrédulos, abomináveis, assassinos, impuros, fenticeiros, idólatras, e a todos mentires, a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre..." (Ap 21.8). Sl 9.17, Mt 25.41.
*   A Volta Visível e Corporal de Cristo - A Bíblia nos afirma que "... Assim como o relâmpago que sai do oriente e se mostra no ocidente, assim a de ser a vinda do Filho do Homem." (Mt 24.27). At 1.11, 1 Ts 4.16 e 17.
Ao conduzir esta análise breve das interpretações e aplicações errôneas dos termos bíblicos feitas pelas Testemunhas de Jeová, sentimos o dever de dizer que de forma alguma esgotamos assunto tão vasto.
CONCLUSÃO
Se o Cristianismo continuar praticamente ignorando as atitudes das Testemunhas de Jeová, isso implicará em perigo para muitas pessoas. Portanto, vamos ficar de olhos abertos para as distorções das Escrituras que elas engendram, e nos posicionarmos para defender a "fé que uma vez por todas foi entregue aos santos" (Jd 3), com a mesma intrepidez de Pedro (At 10.37- 39) e dos demais membros da Igreja primitiva (At 4.19,20 e 31; At 10.43). Cristo nos redimiu para Deus por meio de seu sangue, ele deu a si mesmo em resgate para livrar-nos de toda iniquidade. Po­demos afirmar de forma enfática que somente os redimidos em Cristo são as verdadeiras Testemunhas de Jeová, os demais são charlatões.

Jesus esta voltando Blogger criar site | procurando fazer o bem JRicardo