.::Cura pela Palavra para o complexo de inferioridade::.

O CASO GIDEÃO


O CASO GIDEÃO
Cura pela Palavra para o complexo de inferioridade
Texto Base: Juizes 6. 11-16
Um fato podemos observar, que Deus quer realizar grandes coisas em nossa vida. Mas muitas vezes a pequenez de nossa visão se apresenta como empecilho à concretização dos projetos divinos. Temos um conceito errado de Deus: nós o vemos muito pequeno. E, o que costuma ser igualmente ruim, temos um conceito equivocado de nós mesmos, nós nos vemos pequenos.
A ideia que cada um de nós tem de si mesmo pode ser real ou fantasiosa, mas a verdade é que ela acaba por nos convencer. O que acontece com o homem é que "como imagem em sua alma, assim ele é". (Provérbios 23.7). Formamos uma imagem a nosso respeito e tornamo-nos exatamente o que pensamos que somos. Quando temos uma auto-imagem negativa, julgando-nos inferiores aos outros, passamos a nos comportar de uma maneira efetivamente inferior. E essa imagem que desenvolvemos acaba por se entranhar tão profundamente em nossa mente, que nem nos recordamos de como realmente somos, de fato, por trás dessa máscara, desse personagem que criamos.
O COMPLEXO DÊ INFERIORIDADE
É comum vermos pessoas com uma imagem errada de si mesma. Alguns se acham melhores do que realmente são. Conta-se que uma pulga morava na orelha de um elefante. Certo dia, enquanto o elefante atravessava urna ponte de madeira, essa estalou e balançou um bocado com o peso. Depois que chegaram ao outro lado, a pulga, toda orgulhosa, disse ao elefante: "Puxa cara, viu, como a ponte tremeu quando nós passamos?".
Por outro lado, o que mais frequentemente percebemos é que as pessoas tenham, um senso de valor próprio muito baixo, desenvolvendo uma auto-imagem negativa. Aquilo que muitas vezes pensamos ser "complexo de superioridade", estar sempre querendo mostrar-se e ser melhor do que os outros. Mas isto, geralmente não passa de uma tentativa de compensação para um sentimento de inferioridade. Outros já julgam ser inferiores, desprezarn-se e lamentam que Deus os tenha feito do jeito que são. Esse era claramente o caso de Gideão. O Senhor foi encontra-lo trabalhando, perto de um carvalho, malhando o trigo no lagar para esconde-lo dos midianitas. Aquele local não era apropriado para debulhar esse cereal. Normalmente o lagar, uma espécie de tina de pedra, só era usado para pisar as uvas, transformando-as em vinho. O trigo era malhado na eira, um espaço amplo e arejado, a fim de que o vento pudesse soprar as impurezas do cereal, no momento em que o lançavam para cima. Mas Gideão estava evitando os lugares abertos. Sentia-se apavorado. Os midianitas, povo nómade que habitava o norte do deserto da Arábia, atacavam o território de Israel na época da colheita de cereais. Assaltavam os colonos e espalhavam violência, morte e temor. Irmãos do próprio Gideão já haviam sido assassinados, (Juizes 8.18-19), Portanto tudo o que e!e queria agora era esconder-se, salvar a sua vida e preservar o pouco que possuía. A vida de Gideão não era nem de longe como ele achava que ele deveria ser. Ele era pobre, fraco e sem valor. Os inimigos eram poderosos e cruéis e levavam vantagem em todas as batalhas. E o culpado de tudo era Deus, que criara aquela situação. Ao dizer que deveríamos amar ao nosso próximo com a nós mesmos (Ler Mateus 22:39), Jesus ensinava que o amor próprio, na medida correta, constitui-se no referencial correto para o nosso amor aos outros. Desprezara si mesmo está longe de ser um ensino cristão e bíblico,
O COMPLEXO E SEUS EFEITOS
Uma auto-imagem   negativa não é uma obra de Deus, pelo contrário, quando permitimos que ela tome conta de nosso coração, os planos divinos para nós ficam seriamente comprometidos. Acabamos por colocar-nos em oposição ao cumprimento da vontade do Senhor.
O complexo de inferioridade nos impede de exercitar toda a nossa capacidade. Os dons, talentos e oportunidades que recebemos ficam ociosos, porque não julgamos capazes de desenvolvê-los. Quantos sonhos, projetos, planos e empreendimentos magníficos nunca serão concretizados por causa de uma auto-estima desastrosamente baixa! O mar vermelho não se teria aberto diante de Moisés, os muros de jericó nunca teriam desabado à frente de Josué, nem o gigante Golias teria caído aos pés de Davi, se esses servos de Deus tivessem abrigado uma atitude do tipo "Eu não sou capaz!",
DESENVOLVENDO UMA AUTO-IMAGEM POSITIVA
Gideão atolara-se no complexo de inferioridade, sentia-se paralisado e infeliz. Mas Deus se propôs a cura-lo de sua auto imagem negativa. Ele quer fazer o mesmo conosco. Sua promessa é: "Eis que lhe trarei a ela saúde e cura'e os sararei, e lhes revelarei abundância de paz e segurança."(Jr.33.6). A palavra de Deus, como sempre faz, trouxe cura para o coração de Gideão. E sempre trará saúde para quem estiver disposto a escuta-la. Em cada frase que o Senhor dirigiu ao seu servo, ele usou as palavras como instrumentos nas mãos de um hábil cirurgião. Elas operam na alma, produzindo a restauração, arrancando do homem o conceito errado que ele tem de si mesmo.
Primeira palavra: "O Senhor é contigo". Gideão não estava sozinho, e nunca estivera. Não importa o que você seja ou faça, existe alguém que acredita em você. Deus acredita, sabe que é capaz, e quer formar uma dupla invencível com você.
Segunda Palavra: "Homem Valente”.Você tem valor! É assim que Deus o vê. Procure enxergar-se assim também. Criado à imagem e semelhança do Senhor, resgatado pelo sangue de Jesus, possuidor de talentos naturais e dons espirituais, você é sem dúvida um ser muito importante.
Terceira Palavra: "Vai nessa tua força”. Assim falou o Senhor a Gideão depois de vê-lo malhar o trigo no lagar e de escutar as suas queixas. As pessoas com baixa auto-estima, em geral, são muito fortes, capazes de manipular todos os que as cercam através de chantagens emocionais. Assim que nos acostumamos a usar a arma da auto-piedade para despertar a compaixão e a cooperação alheias, sentimos dificuldade em agir de outra forma. Mas se não quisermos permanecer eternamente infelizes, precisamos mudar.
Quarta palavra: "Eu estou contigo". Deus o ajudará. Basta que você queira. O senhor não se propõe a ser seu parceiro se você mantiver essa atitude de auto-depreciação. Mas se você que mudar, acreditar em si mesmo, lutar e vencer as batalhas da vida pode contar com o Senhor.
Deus sabe do seu valor! Pare de esconder-se! Mostre-se! Permita-se amar e ser amado! Será necessário coragem para agir de um jeito diferente desse a que você se habituou,É preciso determinação para fazer coisas novas e aprender com os erros que naturalmente irá cometer. Mas na presença de Deus, acreditando, dando força, abençoando, é garantida. E ela é suficiente para fazer de você mais do que um vencedor. Eis a promessa do Senhor: "EU ESTOU CONTIGO".
Leituras Complementares:
      II Coríntios 12:9,10; Mateus 25:24-30; Êxodo 3:11
      Jeremias 1:4-9



2 Response to ".::Cura pela Palavra para o complexo de inferioridade::."

  1. eu says:

    Benção!! Deus o abençoe, era exatamente o q eu procurava.

    Jesus Cristo disse!...Eu sou o caminho a verdade e a vida. Ninguem vai ao Pai senão por mim
    Deem um Amem, quem acredita nisso
    jacydoprado@gmail.com

Postar um comentário

Jesus esta voltando Blogger criar site | procurando fazer o bem JRicardo