.::Angústia, seja liberto pela Palavra de Deus::.



Texto Base: l Samuel 13.5-7, 22, 14.6
A situação na qual o povo de Deus se encontrava era extremamente difícil, quase desesperadora. Estava prestes a entrar numa guerra com poucas chances de vencer, O inimigo, o poderoso exército filisteu, saía com inúmeras vantagens. Enquanto os israelitas somavam 600 homens seus adversários vinham com 30.000 carros e seis mil cavaleiros, e povo em multidão como a areia que esta a beira do mar.
Imagine o desespero daqueles homens! Você sabe o que é uma cisterna? Já pensou o que é esconder-se dentro de uma? Só mesmo estando com muito medo... e que dizer, então, de esconder-se dentro de um túmulo? Os israelitas correram para lugares que nem os filisteus teriam coragem de entrar. ( Ler l Samuel 13.6).
Você já esteve alguma vez numa situação de angústia? Ou algo parecido? Você simplesmente não sabe o que fazer. É em momentos como esse que a angústia se apodera do nosso coração. Para o dicionário angústia é estreiteza, brevidade, grande aflição, ansiedade acompanhada de opressão e tristeza. Para Davi, angustia era atravessar o vale da sombra da morte. Para Abraão, angustia era ter de sacrificar o filho Isaque. Para Jesus, angústia foi suar gotas de sangue no Getsêmani. Para muitos hoje, angústia é um filho viciado, um pai incrédulo, um marido desempregado, uma esposa doente, um casamento desfeito. Diante de tantas adversidades temos, assim como os hebreus, a reação natural de fugir. É possível que você esteja agora rnesmo, procurando uma cisterna para esconder-se, ou arrumando as malas, tirando o seu tirne de campo, antes que se inicie uma batalha da qual você sabe que não sairia vencedor.
Qual foi o segredo de Jônatas para superar a própria angústia e conquistar uma vitória tão espetacular? Na verdade, o segredo dele está à disposição de qualquer um de nós. Podemos afirmar que o fator determinante para o sucesso de Jônatas foi o conceito que ele tinha de Deus, a compreensão que ele tinha do Senhor, do seu caráter, dos seus atributos e.da sua vontade.
O SENHOR NOS CHAMA À BATALHA
Todas as decisões que tornamos na vida têm suas consequências. Ficar parado também é uma decisão, e suas consequências nem sempre são positivas. Deus chamou a Jônatas à batalha. Eie atendeu e foi. Isto é fé. Curiosamente, essa fé já se encontrava evidenciada no seu próprio nome. Ao passo que o nome de seu pai Saul (em hebraico Sha'u!) significa "tenho pedido", e o de Jônatas (em hebraico Yonathân) quer dizer "Deus tem dado". Os dois personagens agiram de conformidade com o próprio nome. O rei Saul ficou dentro da tenda, pedindo a Deus aíguma ajuda e esperando que um milagre caísse do céu. O príncipe Jônaías acreditou que Deus já tinha dado, agradeceu a bênção e foi à luta.
Em momentos de angústia, devemos ter fé para confiar no Senhor e na sua resposta. Precisamos crer em um Deus que age em favor dos seus servos, que intervém na história dos homens, que é fiel às suas promessas, que socorre seus filhos que estão em aperto.
O SENHOR NÃO CONHECE IMPEDIMENTOS
A consciência de que o Senhor nos chama à batalha deve levar-nos à ação, mas não a agir por agir.
"Uma parte dos homens age sem pensar, mas a outra pensa sem agir".
Ao dirigir-se rumo ao posto avançado dos filisteus, Jônatas agiu motivado por razões e convicções que trazia dentro de si. Ninguém ataca um grupo de inimigos que é maior e mais bem armado simplesmente por atacar, num gesto desesperado e irrefletido. Ninguém faz isso e fica vivo para contar a história. Para ele o Senhor era alguém que não conhecia obstáculos e para quem o absolutamente impossível e o perfeitamente possível eram a mesma coisa.
Nós mesmos somos cheios de impedimentos. Se olharmos para nossas limitações e para o poder do adversário, deporemos as armas antes mesmo de iniciar o combate.
Algumas pessoas parecem ter muita dificuldade em conciliar a iniciativa humana com a dependência de Deus. Ou se tem uma coisa ou outra. Na verdade, ambas são inseparáveis. O sensor de dependência do Senhor nos leva a uma ação corajosa, equilibrada e vitoriosa.  (leia Êxodo 14.15). "Porque clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem, falou o Senhor a Moisés".
O SENHOR LIVRA COM MUITOS OU COM POUCOS
A Bíblia conta a história de pessoas que escorregaram e caíram por se deixarem levar pela força dos números. O sumo sacerdote Arão construiu um bezerro de ouro para agradar a multidão impaciente com a demora de Moisés. Saul deixou de cumprir as ordens de Deus, porque preferiu agradar o povo que andava com ele.

O Senhor pode livrar com muitos, e nos sentimos bem quando isso acontece. A história do reino de Deus desafia a lógica dos números. O povo do Senhor é sempre minoria. O Império romano foi evangelizado por apenas 12 apóstolos. Nações pagãs foram alcançadas por missionários solitários. Grandes igrejas tiveram início com uma reunião de meia dúzia de membros. Na matemática de Deus, estar em .minoria é a regra, não a exceção. Não é impedimento. É a estratégia da vitória. (Leia l Co 1.26-29),
Como transformar a derrota em vitória, o desespero em confiança, a angústia em regozijo. Através do texto bíblico, o Espírito Santo ensina que:
O Senhor nos chama à batalha e devemos ir.
Ele não conhece impedimentos, e nos desimpedirá.
Ele livra com muitos ou com poucos, e nos livrará.
O Deus de Jônatas é o mesmo nosso, É aquele que enviou o próprio Filho para nos redimir. Portanto não poupará esforços na promoção da nossa felicidade.(Leia romanos 8:32).
Leituras Complementares:
II Crónicas 20:1-18-II Crónicas 20:19-37; Salmo 69; Salmo 64; Jonas2:1-10; Naum 1:7-9.
Contatos para pregarmos em sua igreja: (21)88137845
Email: jrrc79@hotmail.com. JRICARDO.


0 Response to ".::Angústia, seja liberto pela Palavra de Deus::."

Postar um comentário

Jesus esta voltando Blogger criar site | procurando fazer o bem JRicardo