.::REJEIÇÃO UMA ARMADILHA DO DIABO::.

        

        
                         O CASO JEFTÉ
                   Cura pela Palavra de Deus para a rejeição
                           Texto Base: Juizes 11.1-11
A rejeição é uma das feridas emocionais mais comuns. Sentir-se rejeitado, jogado na lata de lixo da vida, é algo que machuca e deixa marcas. Essas, normalmente, perseguem-nos ao longo dos anos, condenando-nos a um estado permanente de medo, tristeza e revolta.
Não há quem não tenha passado por alguma experiência de rejeição. Contudo, para determinadas pessoas, isso constitui-se em algo fortemente traumático. E passa a representar um sério problema para sua auto-estima e seus relacionamentos.
Você já se sentiu rejeitado, descartado, posto de lado? Já experimentou o desprezo de seus pais, dos colegas da escola, da namorada, do esposo, dos irmãos? Houve um homem chamado Jefté, que se sentia exatamente assim. Sua história nos ajuda a entender melhor a rejeição; o que é, o que causa e como pode ser superada.
                        AS MARCAS DA REJEIÇÃO
Jefté era rejeitado e aparentemente marcado pelo destino para ser infeliz. Seu pai era muito importante, possuía riquezas e projeção social. Essas são as primeiras informações que a Bíblia apresenta a respeito de Jefté. Parece tratar-se de um israelita privilegiado.
Jefté era um homem valoroso, filho de um cidadão influente, porém sua mãe era uma prostituta. Portanto seu nascimento não estava nos planos de nenhum de seus pais. Pelo contrário, representava um verdadeiro transtorno para ambos. Ainda no ventre materno ele ja carregava o estigma de ser um fíiho ilegítimo e isso deveria acompanha-lo até seu último dia de vida. Jefté, mesmo antes de vir à luz, já fora rejeitado.
Há marcas que se instalaram em nós quando ainda estávamos no útero de nossa mãe e que podem acompanhar-nos durante muitos anos.
Além de ser rejeitado pelos pais e pela sociedade antes mesmo do seu nascimento, Jefté atravessou um momento difícil. Já rapazinho, foi escorraçado pelos irmãos mais novos. Os "filhos legítimos" de Gileade expulsaram-no de sua casa. "Não herdarás na casa de nosso pai, porque és filho doutra mulher", disseram-lhe, (verso 2). Os moradores da cidade movidos pelo preconceito apoiaram tal decisão. Ninguém moveu uma palha para intervir em seu favor. Aos traumas antigos somavam-se novos. Era rejeição sobre rejeição, empurrando Jefté na direção perigosa de uma vida dominada pela revolta.

                   AS CONSEQUÊNCIAS DA REJEIÇÃO
Geralmente, quem sofre algum tipo de rejeição acaba por rejeitar-se como também aos outros. A Bíblia fala que Jefté fugiu para a terra de Tobe, um principado aramaico situado a leste do rio Jordão e ao norte de Gileade. Parece que o lugar onde ele escolheu viver refletia bem o estado do seu coração. Tobe era um deserto, um lugar árido, selvagem e solitário. Não é interessante como muitas vezes tornamos o loca! em que vivemos num retrato exato de nossa alma? Várias pessoas, ao sentirem-se rejeitadas, abandonam a família, os amigos, a igreja, passando a frequentar lugares perigosos e deprimentes como que dizendo no seu interior: "Eu não mereço coisa melhor".
Os sucessivos golpes haviam transformado Jefté num revoltado. O texto sagrado conta que os homens levianos se ajuntaram com ele e com ele saiam. (Verso 3). Ele enveredou pelo caminho do crime. Formou um bando com outros tão amargurados quanto ele, no meio dos quais se sentia bem. Ali Jefté podia não ser amado, mas certamente era respeitado e temido. Essa era sua resposta à sociedade, aos pais, aos irmãos, aos conterrâneos e a todos que o haviam enjeitado, que o haviam feito sofrer.
As ruas de nossa cidade, do nosso bairro, estão hoje cheias de “jeftés”. Gente que foi desprezadas, magoada, ferida e que fez da revolta e da rebeldia o seu jeito de sobreviver.
Mas, no entanto, é que a situação de Jefté alterou-se radicalmente. De fora-da-!ei ele passou a ser herói nacional, de bandoleiro, a juiz de Israel, com direito a figurar na seleta galeria dos heróis da fé do Velho testamento. (Hebreus 11.32). Ele quebrou as algemas da rejeição e descobriu o seu verdadeiro valor. Nosso Deus é aquele que joga por terra toda as previsões, diagnósticos, prognósticos, expectativas e profecias dos homens, As circunstâncias da vida de Jefté e o modo como ele reagiu a elas o haviam condenado a uma vida triste e recalcada, mas o Senhor rasgou esse veredito e decidiu escrever um novo final para a história dele. E assim como ele, todos os que se sentem rejeitados podem modificar a sua situação com a ajuda divina.
                  RESPOSTAS À REJEIÇÃO
O Deus eterno possui a resposta para os questionamentos daqueles que se sentem rejeitados, postos de lado, discriminados.
A resposta à rejeição dos pais é o fato de que estávamos nos planos de Deus. Antes de sermos concebidos no ventre de nossa mãe, fomos gerados no coração de Deus.
( II Timóteo 1.9).
A resposta à rejeição dos homens é o fato de que Jesus também conheceu a rejeição. O amoroso e perfeito Filho de Deus foi rejeitado por seus contemporâneos e ainda hoje ele é rejeitado por muita gente. (isaias 53.3).
Preste atenção; a rejeição nada tem a ver com o nosso verdadeiro valor. As origens e as razões dela não estão em quem é rejeitado, mas naquele que rejeita. Cristo não foi enjeitado por defeitos que porventura tivesse, mas por causa da dureza do coração dos homens. De modo semelhante, você é uma pessoa de muito valor, e se alguém o rejeitou, esse alguém tem problemas e não necessariamente você.
Nossas experiências de rejeição nas mãos de Deus podem tornar-se instrumentos poderosos para uma vida útil e vitoriosa. (Salmos 18.30), Assim como Jefté, de bandoleiro a juiz, de lixo a tesouro, Deus pega o que os homens rejeitaram, recicla e transforma, para a nossa alegria e para a glória do seu santo nome.
A rejeição hoje é um dos males emocionais mais comuns em nossa sociedade. Vivemos num mundo agitado, desumano, materialista e consumista, que traía os indivíduos como se fossem mercadorias. Mas Deus valoriza você. Ainda que todos tenham desistido de você, como fizeram com Jefté, o Senhor acredita no seu valor e traça projetos para a sua vida.
Jefté, começou a mudar sua vida quando, pode tomar consciência de que o Senhor não era seu inimigo, e sim um aliado fiel. Decidiu fazer as coisas do modo divino e não do seu próprio jeito. Sim, Jefté proferiu todas as suas palavras a Deus, e Deus o curou.
Leia a Biblia
Isaias 53:1-6
Salmo 20
João 4:1-19
Lucas 8:26-32
Lucas 8:43-48





3 Response to ".::REJEIÇÃO UMA ARMADILHA DO DIABO::."

  1. Coisa linda esse texto, falou muito comigo nesse dia!!!!! Deus abençoe a sua vida e família!!!! Um 2017 abençoado pra todos nós, e que eu nunca me esqueça que Deus pode me usar, Ele nos usa apesar de nós!!!!

    Ótimo texto

    Ótimo texto

Postar um comentário

Jesus esta voltando Blogger criar site | procurando fazer o bem JRicardo