KIT GAY, NAS ESCOLAS ABRE BEM OS OLHOS.



Apesar do fato de que Dilma suspendeu a distribuição do kit gay, a campanha do governo federal de combate à “homofobia” prosseguirá normalmente nas escolas, conforme informou o ministro Gilberto Carvalho.

A decisão de suspensão tomada por Dilma ocorreu por pressão das bancadas católicas e evangélicas, que ameaçaram obstruir as votações na Câmara dos Deputados, assinar a convocação do ministro Palocci para se explicar sobre seus últimos escândalos, pedir uma CPI contra o Ministério da Educação e ainda exigir a demissão do ministro da Educação.

Com a decisão de Dilma, as duas bancadas recuaram em suas ameaças.

Entretanto, de acordo com o jornal O Globo, o ministro Gilberto Carvalho deixou claro que a decisão da Dilma não é um “recuo” nas políticas de combate à “homofobia”.


Do ponto de vista dos ativistas homossexuais, quem é que deve ser combatido por “homofobia”?

A ABGLT, a maior organização de militantes gays do Brasil, diz que os que se opõem ao kit gay são “homofóbicos”. Mas o próprio colunista da revista Veja, Reinaldo Azevedo, que é católico e aceita o “casamento” homossexual e a adoção de crianças por duplas gays, também se opõe, afirmando que o “objetivo do kit gay é promover assédio moral contra alunos heterossexuais”.

Se você aceita o assédio homossexual contra seus filhos, você é um respeitador de direitos humanos. E se você não aceitar? Aí, quer queira quer não, você será tachado de retrógrado, “homofóbico”, fanático religioso, etc. A única opção de se evitar ofensas e ataques da feroz militância gay é se submetendo alegremente a todas as imposições da agenda deles, inclusive entregando alegremente seus filhos à doutrinação homossexual. Sem isso, você é automaticamente um “homofóbico”.

Os ativistas gays estão furiosos com a suspensão de seu kit nas escolas. O mais enfurecido deles, Jean Wyllys, disse: “Se a presidenta optar por ceder à chantagem — não há outro nome — dos inimigos da cidadania plena fazendo de seu mandato um lamentável estelionato eleitoral, só me resta esperar que, na próxima eleição, os LGBTs e pessoas de bom senso despertem sua consciência política e lhe apresentem também sua fatura: não voto!”

O bom do que ele disse é que se a eleição de um candidato socialista dependesse exclusivamente dos votos dos homossexuais, o Brasil nunca mais veria socialistas na presidência do Brasil e em muitos outros cargos importantes. Mas todo socialista se elege a custa de mentiras, não de adeptos do sexo homossexual.

Além disso, quem é Wyllys para se enfurecer nessa questão? Quem tem direito exclusivo de se enfurecer são os pais e mães das crianças, que estão sendo submetidas a experimentos de doutrinamento ideológico da militância gay.

A Rede Record atribuiu o “recuo” de Dilma às conversas com seu aliado Marcelo Crivella e ao partido político dele, o que traz uma questão: a decisão de Dilma foi uma jogada para engradecer a posição do senador da Igreja Universal como representante dos evangélicos e facilitar a negociação do PLC 122 entre amigos?

Seja por Crivella ou por uma sórdida barganha para livrar políticos corruptos de julgamentos necessários, o fato é que o governo de Dilma Rousseff está determinado a combater a “homofobia” — que inclui classificar de “homofóbicos” pais e mães que veem o kit gay como instrumento para promover assédio homossexual contra seus filhos na escola.

A ABGLT, que é a peça central do escândalo envolvendo milhões dos cofres públicos na elaboração do kit gay, iniciou campanha de apoio ao kit. A ABGLT é hoje uma organização brasileira conhecida internacionalmente por ter movido perseguição a líderes cristãos do Brasil que estavam em sua lista negra de “homofóbicos”.

Quer Dilma tenha recuado ou não, as lideranças católicas e evangélicas não deveriam recuar. Palocci merece ser julgado e punido. O MEC precisa ser investigado numa CPI, pois o kit gay custou mais de três milhões de reais, numa parceria escandalosa entre o MEC e as ONGs ABGLT e ECOS. Quanto ao ministro da Educação, Fernando Haddad, como é que ele pode escapar impune depois de tudo o que fez?

Além do mais, é preciso desmascarar e combater a campanha que, em nome do combate à “homofobia”, está combatendo a maioria cristã do Brasil e os pais e as mães que querem proteger seus filhos de todo tipo de assédio imoral, inclusive homossexual.

A guerra continua.
(A fonte de informação.CACP.MINISTÉRIO APOLOGÉTICO)

JRICARDO.

A SUA CASA PROTEGIDA.



Hoje vamos falar sobre a sua segurança, e a segurança de seus equipamentos.
*DISJUNTORES TERMO MAGNÉTICOS.

_ Esse Disjuntor serve para nos proteger de problemas como curto circuito ou superaquecimento.
Obs:
Cada Disjuntor tem uma amperagem específica, que estará relacionada diretamente com o circuito (disjuntor, fio, e equipamentos elétricos.)
Por exemplo:
Um fio(condutor) de 2,5mm², resiste 19Amperes, se o disjuntor for superior a essa Amperagem o teu circuito estará desprotegido. 


*DISJUNTORES DR (Diferencial residual).

_ Esse Disjuntor te protege contra choques elétricos.
Por Exemplo:
Quando ele percebe que há uma fuga de energia elétrica, logo desarma todo o sistema. 

*DISJUNTORES DPS (Dispositivo de proteção contra surtos elétricos)

_ Esse Disjuntor te protege contra descarga atmosféricas (raios) 


  EXEMPLO DE UM QUADRO MONTADO.



 

Bom meus amigos hoje aprendemos mas um pouco sobre eletricidade, se houver qualquer dúvida ou necessidade de nossos trabalhos e só entrar em contato.
Ricardo Carnota (21) 98813-7845(whatsapp),96454-1870 
Ou deixar sua pergunta, no capo abaixo.

MOLOQUE II



Ele era um ídolo horrendo. Às vezes, davam-lhe a aparência de um ser híbrido (meio homem, meio boi), e estendiam-lhe desmesuradamente as mãos a fim de que, nos grandes festivais e cultos, viesse a acolher pomposa e vorazmente os filhinhos de seus tolos adoradores : para serem queimados num ritual desumano e abominável.
Esculpido todo em bronze, seus sacerdotes recheavam-no de produtos inflamáveis. Em seguida, utilizando-se de uma tecnologia que vinha sendo aperfeiçoada de geração a geração, aqueciam-no até que se fizesse infernalmente rubro.
Com o deus já todo esbraseado e sob o sádico olhar de seus sa­cerdotes, vinham-lhe os adorado­res como que hipnotizados por todos os demónios para lhe ofe­recerem o que de mais precioso haviam recebido do Único e Ver­dadeiro Deus. E, agora, sob o ru­far dos tambores, colocavam seus filhinhos nas mãos enrubescidas de Moloque.
Covarde e barbaramente! As­sim eram assassinadas milhares de crianças amonitas.
Pensa você que isso ficou no passado? Infelizmente, neste exato momento, há muitos pais ofe­recendo seus filhos ao abominável Moloque. Inconscientemente, tal­vez esteja você depositando seus filhos no altar do demônio. Leia cuidadosamente esta materia, e veja em que ponto está falhando na cri­ação de seus filhos.

I. QUEM ERA MOLOQUE
Moloque era representado de diversas maneiras. Às vezes, suas mãos encontravam-se bem rentes ao chão para facilitar o acolhimen­to de suas vítimas. Noutras, acha­vam-se elas de tal forma postadas que, tão logo recebiam as oferen­das, em sua maioria crianças recém-nascidas, deixavam-nas cair numa fornalha onde eram carbo­nizadas.
1. O deus dos amonitas. Moloque era o deus dos filhos de Amom.No hebraico o seu nome significa rei. Era conhecido tam­bém como Moleque, Malcã e Milcon. Os amonitas que, como se sabe, descendiam de Bem-Ami, fi­lho de Ló (Gn 19.38), dedicavam a essa abominação todas as suas reservas morais, sociais e nacio­nais. Seus sacerdotes eram repu­tados como mais nobres do que os próprios príncipes (Jr 49.3).
2. O deus da vergonha.Era Moloque um ídolo de tal forma detestável, que os israelitas piedo­sos chamavam-no de bosete: ver­gonha e opróbrio.
3.  O deus do fogo. Assim também era conhecido, pois no fogo consumia Moloque as suas ví­timas.

II.  AS VÍTIMAS DE MOLOQUE
Diante de tanta barbárie, não podemos evitar a pergunta: Por que os amonitas ofereciam seus fi­lhos a um tão abominável ídolo? Pensavam eles estarem buscando o favor deste e a expiação de suas faltas. Imaginavam também que, por intermédio do fogo, Moloque purificava suas vítimas. Mas que pecados podia ter um recém-nascido?
Algumas religiões tribais ainda adoram seus deuses oferecendo-lhes suas crianças. Tal prática, to­davia, é condenada de forma enér­gica pela Palavra de Deus.

III.    DEUS CONDENA OCULTO DE MOLOQUE
O Único e Verdadeiro Deus ja­mais admitiu, em seu culto, o envolvimento de vítimas humanas. Não se pode tomar o caso de Isaque, ou de Jefté, como argu­mentos em favor de tais sacrifíci­os. No primeiro caso, tratava-se de uma prova, cuja finalidade era le­var Abraão a reconhecer o abso­luto senhorio de Deus sobre a sua vida (Gn 22.1-13). E no segundo, vemos a demonstração de um zelo extremado por parte de um ho­mem que, embora piedoso, não tinha um perfeito conhecimento das ordenanças divinas (Jz 11.29,31).
O Senhor não aceita vítimas humanas; sua ordem é clara e não admite dúvidas: "E da tua semen­te não darás para a fazer passar pelo fogo perante Moloque; e não profanarás o nome de teu Deus. Eu sou o Senhor" (Lv 18.21).
Mas, vindo a apostasia, homens como Salomão e Manassés desafi­aram a Deus e incensaram a Moloque. O primeiro rei, buscan­do globalizar o mundo de então, levanta um altar ao ídolo em ple­na Cidade Santa (l Rs 11.7). O se­gundo foi mais além; chegou a ofe­recer um de seus filhos à abominosa imagem (l Rs 21.6).
Através de Jeremias, o Senhor repreende duramente os filhos de Judá por causa dessa sua sangui­nária devoção: "E edificaram os altos de Baal, que estão no vale do filho de Hinom, para fazerem pas­sar seus filhos e suas filhas pelo fogo a Moloque, o que nunca lhes ordenei, nem subiu ao meu cora­ção que fizessem tal abominação, para fazerem pecar a Judá" (Jr 32.35).

IV. OS MODERNOS MOLOQUES
Se no Antigo Testamento, apre­sentava-se Moloque como aquele ídolo que, com a sua sanguinosa carranca, assustava a seus tolos adoradores, hoje mostra-se ele mais sutil. Mas não podemos en­ganar-nos; continua tão medonho quanto antes. Vejamos de que for­ma ele é apresentado em nossos dias.

1. O Moloque-aborto. Não são poucos os movimentos e ong's que, dizendo-se defensores dos di­reitos humanos, acham-se a fazer apologia do aborto. Alegam eles que a mulher tem o direito de fa­zer o que bem entende com o seu corpo, inclusive assassinar o filhinho que traz no ventre. Os tais libertários incentivam e até custei­am o assassinato de milhões de crianças todos os anos. Em nada diferem de Hitler, Stálin ou Mão Tsé-tung.
O que não sabem estes infan­ticidas é que o mandamento divi­no permanece inalterável: "Não matarás" (Êx 20.13). E se pensam que o Senhor está alheio ao seu crime, deveriam ler com vagar e temor o Salmo 139. Este cântico de Davi, conhecido como o Salmo da Mulher Grávida, descreve com que cuidado o Todo-Poderoso Deus acompanha o desenvolvimento do feto no ventre de sua mãe.
Deus julgará a todos os homi­cidas. Antigamente, os pais esperavam seus filhos nascerem para oferecê-los a Moloque. Hoje, antes mesmo que saiam eles da madre, já os oferecem ao demónio.

2.  Moloque-Televisão,
Quantas crianças não estão sendo educadas hoje pela televisão! Dei­xam-nas os pais expostas a todas as influências de uma programa­ção violenta, erótica, pervertida,ateia, blasfema e satanista.
Em muitas casas, não mais se adora a Deus; incensa-se a um Moloque eletrônico, colorido e se­dutor.
Atentemos ao mandato divino: "Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando en­velhecer, não se desviará dele" (Pv 22.6). Somente assim estaremos livrando nossos filhos das garras de Satanás.
Você tem educado seus filhos nos caminhos do Senhor? (Dt 6.6,7), Tem lido a Bíblia com eles? Tem orado com eles? E por eles tem intercedido? Ou deixa-os para serem educados por homens e mulheres destituídos da glória de Deus?
3.  Moloque-educação-carente. Quantos pais não estão a agir exatamente como Eli! Apesar de conhecerem a Palavra de Deus e as suas justas e inegociáveis rei­vindicações, não se preocupam em conduzir os filhos no caminho do bem. Veja quão execráveis eram os filhos desse sacerdote: "Eram, po­rém, os filhos de Eli filhos de Belial e não conheciam o SENHOR. Era, pois, muito grande o pecado desses jovens perante o SENHOR" (l Sm 2.12,17).
O destino desses jovens, co­nhecemo-lo todos. De tão ímpios que eram, não havia mais lugar de arrependimento em seu coração; perderam a vida e a alma.
Eduquemos nossos filhos a fim de que não tenham eles a mesma sorte. Se os instruirmos conforme recomenda a Palavra de Deus, te­remos uma família de homens e mulheres santos e piedosos e irrepreensíveis como os recabitas (Jr. 35.1-19).
CONCLUSÃO
Nestes dias tão difíceis e tra­balhosos urge que invistamos amorosa e sacrificialmente na formação de nossos filhos. Faça­mos o culto doméstico todos os dias. A devoção familiar é insubstituível. Se nossos filhos não forem piedosos na casa pa­terna, jamais serão reverentes na Casa de Deus.
Esteja vigilante! Em consequên­cia de sua letargia e irresponsabi­lidade, não são poucos os pais que se acham a sacrificar seus filhos a Moloque. Os altares e nichos e tem­plos desta abominação estão espa­lhados por toda a cidade e, não raro, em nossas casas.
Você sabe quem são os amigos de seus filhos? Conhece os lugares que eles frequentam? Eles tem ho­rário para voltar para casa? Ou você é do tipo moderninho que faz todos os caprichos de seus filhos? Cuidado! Se você não os educar,seus filhos irão para o Inferno, e grande será a sua dor.
Não perca os seus filhos nem para as drogas, nem para a prosti­tuição, nem para o homossexualis­mo, nem para a criminalidade, nem para o ateísmo, nem para as seitas que infestam nossas cidades.
Miremos no amor sacrificial de Abraão, e santifiquemos ao Senhor cada um dos filhos que Ele, bon­dosamente, nos concedeu.




Jesus esta voltando Blogger criar site | procurando fazer o bem JRicardo